Músicas gays pra você celebrar o mês do Orgulho LGBTQ, mesmo sem ser gay!

0
143
Músicas gays pra você celebrar o mês do Orgulho LGBTQ, mesmo sem ser gay!
Health - incommunseries

Estamos em junho, mês de festas juninas, comidas deliciosas e, claro o mês em que comemoramos o Orgulho LGBTQ, e nada melhor do que comemorar essa data tão importante para muitos com músicas.

Certas canções são tão impactantes e passam mensagens tão fundamentais sobre diversidade, direitos, respeito, paz e amor que acabam se tornando verdadeiros hinos da comunidade gay.

Assim, elegemos alguns hinos gays para curtirmos e arrasarmos onde quer que seja. Clique nos player abaixo e se joga!

I Will Survive, Gloria Gaynor

“I Will Survive” pode até não ser especificamente sobre a temática gay, mas a música sobre independência, individualidade e autoconfiança bombou no fim dos anos 70 e foi mais do que suficiente para se tornar aclamada pela comunidade.

True Colors, Cyndi Lauper

Cyndi sempre militou a favor da causa e “True Colors” é prova disso. A cantora até criou a True Colors Fund, organização sem fins lucrativos dedicada a tirar jovens LGBTQ das ruas. <3

Born This Way, Lady Gaga

“Born This Way” realmente foi criada para se tornar um hino LGBTQ e cumpriu seu propósito muito bem. “No matter gay, straight or bi / Lesbian, transgendered life / I’m on the right track, baby / I was born to survive”. Amém, Lady Gaga!

Beautiful, Christina Aguilera

Escrita por Linda Perry, que é lésbica, “Beautiful” fala sobre todos aqueles que sentem que não se encaixam em algum lugar. O clipe ganhou o GLAAD Media Award pela representação positiva de gays e trans.

I Want to Break Free, Queen

Sabia que a música não foi escrita pelo Freddie Mercury? Pois é! A composição é do baixista John Deacon, mas por todo o contexto se tornou um hino fortíssimo para a comunidade.

Express Yourself, Madonna

Empoderamento de todos os tipos! “Express Yourself” é sobre como não precisamos de pessoas que nos julgam, e como somos suficientes.

I’m Coming Out, Diana Ross

Maravilhosaaaaa! Nile Rodgers escreveu a música depois de ver drag queens vestidas como Diana Ross numa boate de Nova York.

Freedom ’90, George Michael

O cantor ainda não tinha falado publicamente sobre sua sexualidade quando “Freedom ’90” foi lançada e disse que a música era sobre se afastar da imagem do Wham!, mas o tema de libertação é obviamente bem ligado à comunidade.

Supermodel (You Better Work), RuPaul

Sashay, shantay! A música foi um enorme sucesso nas boates gays quando foi lançada no início dos anos 90 e até Kurt Cobain, do Nirvana, disse que gostava da faixa. RuPaul, nossa deusa!

Let’s Have a Kiki, Scissor Sisters

“Let’s Have a Kiki” é praticamente obrigatória nas boates gays! É para se acabar, dançar muito, berrar e divar.

Y.M.C.A., Village People

Não tem como não fazer a dancinha de “Y.M.C.A.”, hahaha! Assim como outras músicas da lista, ela não foi escrita para se tornar um hino gay, mas agora já não dá para desvincular, né?

All the Lovers, Kylie Minogue

“All The Lovers” incorpora todo o espírito de orgulho gay! A música, segundo Kylie, foi feita como homenagem para seus fãs LGBTQ.

“Believe” – Cher

Além de No. 1 na Billboard, foi um dos singles mais vendidos de todos os tempos e elevou ainda mais o ícone pop e gay de Cher. O super hit de1998 é a jóia da coroa da eterna joven Cher, um Eurodance-Trash-Melodico cheio de Auto-Tune. Mas é Cher e a gente ama.

Pet Shop Boys – Go West

“Go West” – Pet Shop Boys – Difícil mesmo é achar uma musica “não gay” dos PSB, mais o dueto inglês ainda fez um cover do gayzérrimo Village People que retratou a utopia gay da cidade de São Francisco. O cover subiu de qualidade e ganhou uma leitura melancolia na voz de Neil Tennant.

“Finally” – CeCe Peniston

“Finally” – CeCe Peniston – Vamos começar com clássico né? Porque quase toda boa lista começa já divando nos clássicos. Essa música, elevada a Hino pela comunidade, teve 2 booms de sucesso.. Em 1991 quando foi lançada e depois em 1994 quando foi incluída na trilha de “Priscila, Rainha do Deserto”. Duas décadas depois ainda surgem remixes e todas dublam.

“O Tempo Não Pára” – Cazuza

“O Tempo Não Pára” – Cazuza – Já debilitado e sabendo que não tinha nada a perder, escancarou nos versos não apenas sua condição de gay: “Te chamam de ladrão, de bicha , maconheiro. Transformam o país inteiro num puteiro, pois assim se ganha mais dinheiro” . Forte não ? E sobretudo segue atualíssimo!

via Papel Pop  Music Non Stop –